Resoluções para 2016: Pense bem antes de investir em uma nova solução de TI


As empresas estão cientes das novas tecnologias disponíveis, mas acrescentar uma nova solução é algo que precisa ser bem pensado. Comumente as empresas investem seus recursos em tecnologia sem estarem prontas o suficiente para extrair todo o potencial das soluções contratadas. E isso pode virar um grande problema.

Comece pelo simples. Ter uma visão clara da realidade da companhia é basilar para a construção de uma estratégia sólida de TI. Saber como os profissionais lidam com tecnologia, qual seu grau de capacitação e, pontualmente, como e onde poderão tirar mais proveito das soluções. Os funcionários são essenciais para o sucesso da implantação e é fundamental que eles ‘comprem’ a ideia e se ambientem o mais rápido possível às mudanças culturais que virão com a inovação. Além disso, deve-se investir recursos e esforços em treinamentos e, principalmente, construir uma Política de Segurança consistente, tendo em mente que os processos e rotinas terão de ser redesenhados e melhorados.

Cloud e mobilidade, por exemplo, são duas grandes tendências de mercado. Mas, à medida que as companhias inserem na internet cada vez mais dados estratégicos, mais expostos a ameaças estão. Sem equipamentos e soluções de segurança completos, como firewalls potentes e sistemas de monitoramento confiáveis, a flexibilidade que a nuvem permite pode acabar se tornando uma “espada de dois gumes”.

Já Software como Serviço (SaaS) traz grandes vantagens, mas também necessita de cuidados. Além da redução de custos tanto de implantação quanto de manutenção, neste modelo, a empresa pode manter uma infraestrutura interna de TI focada no negócio e menos preocupada com a parte técnica, ao contrário do que ocorre no modelo tradicional. Mas, antes disso, é fundamental que se conheça as opções para personalização (espaço para armazenamento, suporte…), entender como será a integração dos serviços e conhecer a segurança física dos datacenters contratados.

Não se deve dar um passo maior que a própria perna. Adquirir ferramentas de tecnologia sejam de BI, Cloud, Segurança… requer um certo grau de maturidade e infraestrutura necessários para que deem os resultados esperados e/ou forneçam informações que irão influenciar tomadas de decisões assertivas. Um trabalho de base é essencial para montar uma estrutura de TI adequada às necessidades das companhias e, com isso, alçar voos mais altos e agregar valor ao negócio. Antes de contratar TI, avalie muito bem.

(*) Luciano Schilling é diretor de negócios da NGXit

Fonte: CIO

Abs

Luiz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: