Investir em talentos é solução para tempos de crise


As previsões econômicas para 2015 não são as mais favoráveis. Até aqui, nenhuma novidade. Este tema tem sido amplamente discutido desde o início do ano. Ouvimos falar sobre cortes de gastos e demissões em massa. Mas, é possível sobreviver a este período sem tomar decisões radicais? A resposta é simples: Sim, desde que você tenha bons profissionais ao seu lado. Empresas inteligentes destacam-se por escolher investir em pessoas e não somente em processos e/ou tecnologia. As três frentes funcionam em conjunto e não de forma isolada. Engana-se aquele que pensa que todos podem ser facilmente substituídos. Talvez alguns até sejam, mas mesmo estes, somente a médio ou longo prazo.

Novas contratações demandam tempo, cuidado e acompanhamento em dobro. Coloque tudo na ponta do lápis e você verá como não vale a pena. É preciso apostar nas pessoas para estimular a produtividade. E sabemos, nada em tempos de crise é tão importante para sua empresa quanto este elemento. A baixa produtividade dos colaboradores reflete diretamente na competitividade de qualquer companhia. Consequentemente, elas apresentam baixo, ou nenhum crescimento, e entram em um ciclo totalmente vicioso. O que é sempre perigoso, claro, mas é ainda pior em tempos de instabilidade econômica.

Criar um ambiente mais agradável para trabalhar é uma das melhores formas de estimular seus colaboradores. Pressionar funcionários por resultados mais rápidos ou melhores é um tiro no pé – Além de não dar retornos positivos, muitas vezes, ainda piora as situações. Recentemente, a empresa especializada em programas corporativos de bem-estar e saúde, Global Corporate Challenge (GCC), comparou o nível de estresse de 160 mil funcionários, de organizações em 185 países, com o de produtividade que eles reportavam no dia a dia. 63% dos entrevistados que apresentavam níveis extremos de estresse se disseram produtivos. Parece uma boa taxa, certo? No entanto, entre os que não se sentiam estressados, este número subiu para 87%. Vejam só que diferença!

Manter-se atento aos líderes da sua corporação também é iniciativa importante. Procure sempre capacitá-los e acelere ao máximo os processos de formação de novos líderes. Ter pessoas bem treinadas e estimuladas no comando pode ajudar tanto na retenção de talentos como na disseminação dos objetivos da companhia como um todo. Um dos maiores causadores de problemas internos é a falta de informação. Não comunicar seus funcionários sobre possíveis mudanças, imprevistos ou até mesmo retenção de investimentos pode gerar um desconforto geral, com informações paralelas que afetam diretamente no ambiente da corporação. E, não tenha dúvidas, uma hora também afetarão os resultados da sua empresa. Ser transparente é premissa básica para companhias que querem atravessar este ano de 2015.

Por fim, não esqueça: A crise vai acabar. É um período que pode durar um semestre, um ano ou cinco. Mas, uma hora tem fim. E você certamente estará na frente de seus concorrentes se mantiver esta cultura de investimento em pessoas. Se todas as companhias começarem a reduzir seus custos com os cortes no quadro de funcionários, quando a crise passar, precisarão contratar todos os colaboradores novamente. Enquanto você terá um time ainda mais qualificado. Pense nisso.

*Maria José Lopes é gerente de Recursos Humanos da Accesstage.

Fonte: CIO

Abs

Luiz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: