6 dicas para alcançar o equilíbrio entre vida e trabalho


Será que o tão sonhado equilíbrio entre vida e trabalho é real? Aqui está como se aproximar dele

Hoje em dia, o equilíbrio entre vida e trabalho pode parecer uma tarefa impossível. A tecnologia acaba nos tornando acessíveis a todo o momento. Além disso, em muitos casos, o medo de perder o emprego, incentiva as pessoas a trabalharem mais.

Os especialistas concordam: o estresse que vem de uma jornada de trabalho interminável é prejudicial. Pode ferir as relações, a saúde e a felicidade em geral.

O equilíbrio entre vida e trabalho significa algo diferente para cada indivíduo, mas aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a encontrar o equilíbrio.

#1. Não se prenda ao perfeccionismo

Muitos superdotados desenvolvem tendências perfeccionistas quando jovens, e limitam tudo ao perfeccionismo. É mais fácil manter esse hábito perfeccionista quando se é criança, mas como você cresce, a vida fica mais complicada.

Quando você sobe a escada no trabalho e sua família cresce, suas responsabilidades crescem. O perfeccionismo fica fora do alcance e, se esse hábito ficar sem controle, pode se tornar destrutivo.

A chave para evitar a destruição é deixar o perfeccionismo. Como a vida fica mais expandida é muito difícil, tanto neurologicamente e psicologicamente, para manter essa mania de perfeição.

Não deixe que seu perfeccionismo cegue você.

2. Desligue

A tecnologia ajudou nossas vidas de muitas maneiras. Mas também criou expectativas de acessibilidade constante.

O dia de trabalho parece nunca acabar. Há momentos quando você deve desligar o telefone e curtir o um pouco a vida. As notificações de telefone interrompem seu tempo de folga e injetam uma corrente de estresse em seu sistema.

Então, não envie mensagens de texto no jogo de futebol do seu filho e não envie e-mails de trabalho enquanto você está saindo com a família. Tenha tempo de qualidade de verdade.

Por não reagir com as atualizações do trabalho, você irá desenvolver o hábito mais forte de resiliência.

Pessoas resilientes possuem uma sensação maior de controle sobre suas vidas, enquanto as pessoas reativas tem menos controle e são mais propensas ao estresse.

#3. Exercite-se e medite

Mesmo quando estamos ocupados, criamos tempo para as coisas cruciais na vida. Nós comemos. Vamos ao banheiro. Nós dormimos.

E ainda uma de nossas necessidades mais cruciais – os exercícios – é frequentemente a primeira coisa que descartamos quando preenchemos nossos calendários.

O exercício é um redutor de tensão eficaz. Bombeia endorfinas que nos faz sentir bem, através de nosso corpo.

E se você realmente está sendo pressionado pelo tempo, comece com um pequeno exercício de respiração durante seu trajeto, uma meditação rápida de 5 minutos, em uma sessão de manhã ou a noite de meditação, ou substituindo o álcool com uma forma mais saudável de redução do estresse.

Estes exercícios exigem menor esforço mas oferecem grandes recompensas. O psicoterapeuta Bryan Robinson, que também é professor emérito na Universidade da Carolina do Norte em Charlotte e autor do livro acorrentado à mesa, explica que o nosso sistema nervoso inclui 2 ramos: o sistema nervoso simpático e o sistema nervoso parassimpático.

A chave é encontrar algo que você pode construir em sua vida que vai ativar o sistema nervoso parassimpático. Exercícios curtos, meditativos como respiração profunda ou a fundamentação de seus sentidos em seu espaço, são ótimos lugares para começar.

Quanto mais você fizer isso, mais você ativa seu sistema nervoso parassimpático, que acalma tudo, não só no momento. Ao longo do tempo, que você começa a notar que em sua vida, o sistema nervoso parassimpático começará a fraudar o sistema nervoso simpático.”

#4. Limite o tempo de atividades e de pessoas

Em primeiro lugar, identifique o que é mais importante em sua vida. Esta lista difere para todos, para se certificar de que verdadeiramente reflete suas prioridades, não de outra pessoa.

Em seguida, trace limites firmes, assim você pode dedicar tempo de qualidade para essas pessoas de alta prioridade e atividades. A partir daí, será mais fácil determinar o que precisa ser aparado do programado.

Se o seu tempo no e-mail ou internet pode ficar em uma aspiral perda de tempo, estabeleça regras para te manter na tarefa.

Isso pode significar desligar as notificações de e-mail e responder em quantidades limitadas durante algumas vezes todo dia.

Se você está navegando no Facebook ou está vendo blogs bobos de gato enquanto você deveria estar deixando trabalho feito, tente usar o software de produtividade como Freedom, LeechBlock ou RescueTime.

E se você se encontrar sendo engolido pelo seu tempo sendo com pessoas menos construtivas, encontre maneiras de diplomaticamente limitar essas interações.

Reduza o seu tempo de interação e trabalho. Selecione cuidadosamente as pessoas.

#5. Altere a estrutura da sua vida

Às vezes podemos cair na rotina e assumir que nossos hábitos estão nos atrapalhando. Tenha uma visão panorâmica da sua vida e pergunte-se: que mudanças poderiam facilitar minha vida?

Ao invés de tentar fazer tudo, foque em atividades que se especializam em maiores valores. Delegue ou terceirize todo o resto.

Delegar pode ser uma situação em que todos ganham, defende Stewart Freidman, professor de administração da Universidade de Pensilvânia Wharton School.

Freidman recomenda a falar com as “partes interessadas” em diferentes áreas da sua vida, que podem incluir funcionários ou colegas de trabalho, um cônjuge ou um parceiro em um projeto comunitário.

Descubra o que pode fazer para deixar de fazer e que beneficie outras pessoas, dando-lhes oportunidades de crescimento”, diz ele. Isso lhes dará a oportunidade de aprender algo novo e te liberar para que você possa dedicar atenção às suas prioridades mais altas.

#6. Comece devagar. Construa a partir daí

Todos já estivemos lá: dietas que fracassam, esquecemos até fevereiro das resoluções de ano novo. É a mesma coisa com o equilíbrio entre vida e trabalho quando estamos com pressa.

Muitas pessoas tentam iniciar o tão sonhado equilíbrio com mudanças drásticas: diminuir suas 80 horas de trabalho por semana, bater a meta de corrida diária 5km por dia.

Mas é preciso começar devagar. Se você quer mudar algo em sua vida, comece aos poucos e vá aumentando conforme você cumpre com suas metas com sucesso.

___

Este artigo foi adaptado do original, “6 Tips For Better Work-Life Balance”, da Forbes.

 

Fonte: Jornal do Empreendedor

Abs

Luiz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: