Final do ano é estratégico para quem busca recolocação profissional


Para o consultor especializado no desenvolvimento de carreira Dave Sherman, o final do ano representa o melhor momento para ampliar o networking (rede de relacionamentos) profissional. “Muitos dizem que não há negócios durante os últimos meses do ano, mas a ocasião é uma mina de ouro para aqueles em busca de contatos no mercado”, diz o especialista.

Segundo ele, as festas, happy hours, convenções e almoços promovidos por empresas para comemorar o final do ano são excelentes oportunidades para trocar contatos, criar vínculos com novas pessoas e dividir interesses. E o ambiente descontraído desses eventos favorece o convívio social.

Sherman alerta, no entanto, que os profissionais precisam estar preparados para transformar esses encontros em verdadeiras oportunidades. Para tanto, ele dá algumas dicas:

1. Seja pontual: em eventos formais deve-se chegar na hora marcada, enquanto que em palestras ou conferência é importante estar no ambiente 15 a 30 minutos antes do agendado para conversar com palestrantes.
Além disso, quando se chega antes, é possível evitar a necessidade de “entrar” nas rodas de conversa, já que, normalmente, as pessoas agrupam-se àqueles que já estão no local quando chegam.

2. Não veja tais encontros como oportunidades de venda:reuniões, happy hours e festas são locais para conhecer pessoas e criar vínculos. Ninguém está disposto a comprar absolutamente nada nessas ocasiões, mesmo se o produto for um profissional altamente qualificado. Para não parecer inconveniente, as pessoas em busca de recolocação podem abordar os demais presentes perguntando sobre seus hobbies fora do ambiente do trabalho ou falando de amenidades como campeonatos de futebol ou alguma notícia recente e impactante a todos.

3. Não comece as conversas entregando o cartão com seus contatos: isso porque essa aproximação dá a entender que a pessoa só quer estar ali para conseguir alguma vantagem – seja ela profissional, pessoal ou comercial. “Não de deve entregar um cartão até que o interlocutor o peça ou que uma afinidade real entre as pessoas que participam da conversa”, avisa Sherman.

4. Não tente conversar com todos os presentes em um evento:não importa estabelecer muitos contatos, e sim, alguns vínculos. “O ideal é escolher, no máximo, cinco pessoas e aproximar-se realmente delas”, afirma o consultor.

5. Faça com quem seja fácil para os outros te ajudarem: se o assunto profissional entrar em pauta, é importante que aqueles que buscam a recolocação sejam muito claros sobre o tipo de trabalho que procuram. Se possível, é válido citar nomes de empresas nas quais gostariam de atuar.

6. Fale do futuro: na ocasião de construir a imagem profissional perante os outros, é importante que as pessoas falem do que esperam em longo prazo e não apenas de suas experiências passadas.

7. Lembre-se de que você tem algo a oferecer: demissões tendem a deixar bons profissionais deprimidos e com a sensação de que são incompetentes. “No entanto, essas pessoas devem ter em mente que, se não mostrarem o que têm de bom, não há networking que ajude”, conclui Sherman.

Fonte: CIO

Abs

Luiz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: