Como fazer apresentações eficientes


O CIO subiu no palco confiante, relaxado e pronto para contar sua história. Iniciou a apresentação contando a divertida piada de um executivo que morreu enquanto tentava defender-se de fornecedores famintos. O público já tinha sido conquistado e sorria para ele, enquanto os smartphones (telefones celulares com funcionalidades avançadas) estavam guardados.

Tudo corria bem até que o executivo pegou o controle remoto de um projetor e começou a mostrar o conteúdo de um PowerPoint (programa da Microsoft utilizado para edição e exibição de apresentações gráficas) e organizado em pequenos itens (bullets). Em menos de 60 segundos depois de começar os slides, a plateia já estava com o smartphone na mão e, certamente, pensando em outras coisas. O que leva a entender que as pessoas precisam se adaptar às novas formas de comunicação que estão hoje disponíveis no mercado.

“As apresentações tradicionais viraram um apoio aos executivos que, na maioria das vezes, não conhecem suficientemente o conteúdo de seus próprios discursos”, diz a fundadora da empresa de treinamento corporativo Core Ideas Communications, Loraine Antrim.

Ela explica que os slides são apropriados para que a audiência fique olhando para uma coisa, mas pensando em outra – completamente diferente – e sem ouvir nada do que o executivo que está no palco diz. “Até a própria pessoa que está falando deixa de se ouvir porque foca a atenção na tela”, afirma Loraine.

Graduada em comunicação e retórica, ela auxilia altos executivos há 12 anos e conta que nesse período raros foram aqueles que conseguiram abandonar os recursos do PowerPoint. “A utilização do programa está na cultura das empresas e, por isso, é necessária muita força de vontade para conseguir deixá-lo de lado”, explica a especialista.

Felizmente, como muitos outros vícios de comunicação, esse hábito também pode ser mudado. Qualquer pessoa pode analisar a maneira como se apresenta perante o público e identificar quais pontos devem ser alterados. Além disso, os profissionais podem buscar ajuda em bibliografias sobre o assunto.

Neste caso, segue a sugestão de leitura do livro Apresentação ZEN: Ideias sobre o design de apresentação, de Garr Reynolds. A obra é repleta de conselhos sobre como preparar o conteúdo que será exposto e transmiti-lo ao público. Segundo o autor, bons discursos são como conversas, as quais devem fluir naturalmente e manter as pessoas conectadas.

Seguem algumas dicas de Reynolds e que podem ser utilizadas para realizar melhores as apresentações:

•> Prepare sua apresentação longe de um computador, fazendo anotações em papel

•> Crie e utilize imagens para ilustrar os temas que abordará. Provavelmente serão as únicas coisas das quais o público lembrará

•> Esqueça as apresentações por meio de itens separados (bullets)

•> Conheça profundamente o conteúdo sobre o qual discutirá. Assim, você não lembrará de buscar o apoio dos slides

Fonte: CIO

Abs

Luiz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: